Anonymous provável culpado na lentidão mundial da internet!

0
479

Nestes dias provavelmente você esta tendo dificuldades para entrar em alguns sites. Os integrantes do grupo anunciaram hoje que estão promovendo um ataque grandioso a diversos sites hospedados na China. Como consequência, outras redes ao redor do mundo foram afetadas.

No site do Internet Traffic Report dá para verificar claramente como a situação é alarmante no momento atual. Para servidores na Ásia há perda de pacotes na casa de 38% (quando comecei a escrever este artigo eram 33%). A América do Norte — onde diversos servidores ficam localizados, inclusive o do TB – também apresenta perda de pacotes acima do normal: 24% no momento da redação deste artigo.

Ainda no site do instituto temos a Europa com perda de pacotes de dados na casa de 9%. Austrália (ou Oceania) e América do Sul não foram afetados por esse congestionamento na rede mundial, possivelmente causado pelo Anonymous.

internet-trafego-relatorio

Para quem não sabe, a média de perda de pacotes serve para determinar quantos dados, em termos percentuais, são perdidos em uma conexão entre um computador e o servidor onde ele busca informações. Quanto mais alto, pior, porque leva mais tempo para acessar um site.

Em conta no Twitter o pessoal do Anonymous faz graça da situação. Em um tweet eles linkam para o artigo do Mashable sobre o assunto e comentam que há “risada maligna”. Realmente, não há como saber o nível de envolvimento do coletivo hacker nessa situação.

A empresa de internet Akamai, especializada em distribuir conteúdo por meio de sua infraestrutura de rede, detectou aumento de 35% nos ataques a servidores de internet nas últimas 24 horas. O gráfico abaixo, fornecido pela empresa, corrobora a situação um tanto quanto calamitosa.

akamai-trafego-ataques

“Caro governo chinês, você não é infalível. Hoje websites foram hackeados. Amanhã será o seu vil regime que cairá.” Essa é a mensagem que aparece em alguns dos sites interceptados pelo Anonymous, de acordo com o Mashable.

VIA

Deixe uma resposta