Museu do Videogame concorre a prêmio do Ministério da Cultura

0
525
O Museu do Videogame Itinerante, primeiro museu do gênero no país a ser mapeado pelo Ibram – Instituto Brasileiro de Museus, está concorrendo ao Prêmio Brasil Criativo, promovido pelo Ministério da Cultura. O projeto é organizado pela ProjectHub, rede global fundada no Brasil para empreendedores criativos impactarem positivamente a vida das pessoas.
O Prêmio Brasil Criativo tem a finalidade de identificar, reconhecer, fomentar, apoiar e difundir projetos ou empreendimentos da Economia Criativa brasileira. O Museu do Videogame Itinerante está concorrendo na categoria Museus. Ao todo, são 22 categorias que usam a criatividade como solução para o desenvolvimento da Economia Criativa no Brasil. Moda, gastronomia, games, música, teatro, dança, circo, design, arquitetura, patrimônio, arquivos, museus, artesanato, e muitas outras atividades fazem parte de 5 campos principais que serão curados por um time de 30 especialistas.
Imagens de uma das peças do Museu do Video Game Itinerante.

Imagens de uma das peças do Museu do Videogame Itinerante.

Criado em Campo Grande-MS, o Museu do Videogame Itinerante conta com um acervo com mais de 200 consoles para exposição e outros 30 disponíveis para os visitantes jogarem e relembrarem quatro décadas de evolução dos videogames. Em quatro anos, funcionando apenas durante 15 dias por ano, o museu recebeu cerca de 450 mil visitantes. Em 2014, no Shopping Bosque dos Ipês, em Campo Grande, foram 162 mil visitantes em 16 dias. Entre os parceiros do projeto estão a PlayStation, Intel, Oi, Kingston e Ubisoft.

Em 2015, o Museu do Videogame percorrerá cidades de vários estados do Brasil. Já estão confirmadas exposições em shoppings de Recife-PE, Fortaleza-CE, Belém-PA, Campo Grande-MS, Araxá, Pelotas-RS, Salvador, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, entre outras.

Entre as relíquias do museu estão o primeiro console fabricado no mundo, o Magnavox Odyssey, de 1972; o Atari Pong (primeiro console doméstico da Atari), de 1976; Fairchild Channel F, de 1976 (primeiro console a usar cartuchos de jogos); o Telejogo Philco Ford, de 1977 (o primeiro videogame fabricado no Brasil); o Nintendo Virtual Boy, de 1995 (portátil da Nintendo que rodava jogos 3D); o Vectrex, de 1982 (console com jogos vetoriais que já vinha com monitor); o Microvision (primeiro portátil a usar cartucho), de 1979 e o R.O.B (robozinho lançado juntamente com o Nintendo 8 bits, em 1985).

Um dos diferenciais do Museu do Videogame Itinerante é que, além de conhecer consoles e jogos raros, os visitantes também podem jogar em alguns videogames que fizeram história, tais como o Telejogo Philco-Ford (1977), Atari 2600 (1976), Nintendinho 8 bits (1985), Master System (1986), Mega Drive (1988), Super Nintendo (1990), Nintendo 64 (1996), Game Cube (2001), Sega Dreamcast (1998), Xbox (2001), Playstation 1 (1994), entre outros.

Para mais informações sobre o Museu do Videogame Itinerante, basta acessar a página do Museu do Videogame no Facebook.

Deixe uma resposta