Novos ônibus de São Paulo têm Wi-Fi grátis

0
257

Quem anda de ônibus nas zonas sul e oeste de São Paulo talvez se depare com um dos 20 super-articulados veículos que começaram a circular nesta última terça-feira (2) na capital paulista. Os veículos de 23 metros de comprimento têm ar-condicionado e quatro deles já oferecem conexão Wi-Fi de graça. Até o ano que vem, os ônibus ganharão catracas equipadas com câmeras de reconhecimento facial para evitar fraudes no bilhete único.

Entre os 20 novos ônibus, dez vão atender a linha 809P (Terminal Campo Limpo / Pinheiros) e os outros dez a linha 857P (Terminal Campo Limpo / Paraíso), ambas operadas pela Viação Campo Belo. Eles possuem capacidade para transportar 58 pessoas sentadas e 118 em pé, e deverão circular principalmente em corredores de ônibus.

Para acessar a internet, basta estar dentro de um ônibus que possua o adesivo indicador de Wi-Fi na frente, não é necessário digitar senha alguma.

Novos em São Paula oferecem Wi-fi grátis aos passageiros.

Novos em São Paula oferecem Wi-fi grátis aos passageiros.

Além da conexão grátis e do ar-condicionado, os ônibus possuirão, até o início do ano que vem, novas catracas equipadas com uma câmera que fotografa o passageiro que estiver passando o bilhete único. A ideia é evitar fraudes no uso dos benefícios de gratuidade (idosos e deficientes) e meia-tarifa (estudantes), que representam quase 20% dos passageiros.

E como funciona? Segundo a Folha, a câmera tira quatro fotos do passageiro quando um bilhete único especial for utilizado. As imagens são enviadas para um servidor, que fará o reconhecimento facial. Quando houver diferença em relação à foto já cadastrada na SPTrans, um funcionário irá verificar o caso e bloquear o cartão caso tenha havido fraude. Com a mudança, não será mais necessário que o cobrador valide o cartão, o que normalmente atrasa o embarque.

Câmera tira fotos de passageiros que utilizam o bilhete único.

Câmera tira fotos de passageiros que utilizam o bilhete único.

Cada um dos 20 ônibus custou R$ 810 mil, de acordo com a Exame e fazem parte de um pacote de 600 coletivos comprados para renovar a frota e repor os queimados nas manifestações do ano passado. Como os ônibus com mais de dez anos não podem mais circular, outros mil veículos deverão ser comprados em 2015.

A Prefeitura de São Paulo estuda a possibilidade de exigir que todos os ônibus comprados na próxima licitação, prevista para 2015, tenham ar-condicionado.

VIA VIA

Deixe uma resposta