Review: FIFA 17

0
121

Com o fim do ano, começam as batalhas entre os simuladores de futebol e como não pode deixar de ser, nós do Tudo Geek trazemos aquele review do jogo de futebol mais vendido e aclamado na atualidade, FIFA 17.

O game trás esse ano uma mistura de futebol com RPG e mudanças um tanto quanto tímidas em sua nova versão. Disponível para Xbox 360, Xbox One, PlayStation 3, PlayStation 4 e PC temos como grande novidade o novo modo chamado “The Journey”. Então vamos ao review:

Jogabilidade quase intacta

Um dos atributos que deu uma grande guinada no mercado, fazendo com que a franquia retomasse o topo nos últimos anos, sem sombra de dúvidas foi a jogabilidade. O game tem uma jogabilidade que simula muito bem uma partida de futebol e vem se mantendo assim, portanto observamos poucas mudanças no game nesse quesito, este talvez seja a versão que menos se percebe uma evolução drástica no controle do jogo. O que também não pode ser visto com maus olhos, visto que mostra a estabilidade nesse aspecto onde os desenvolvedores se preocupam apenas em fazer “ajustes finos” assim digamos.

A maior mudança em termos de jogabilidade estão nos chutes e passes, que ficaram relativamente menos automáticos, exigindo assim mais precisão e habilidade do jogador, o que torna também o jogo mais real.

fifa_17_reus1

Outro ponto que foi melhorado no game é o sistema de colisão e disputa corpo a corpo, dificultando as roubadas de bola tanto por parte de quem tem a posse da bola quando para quem quer roubar a bola.

Tivemos melhorias quanto a inteligência artificial dos jogadores. Quem jogou as últimas versões de FIFA sabe o quão frequente eram os impedimentos durante uma partida, algo que tornou-se raro em FIFA 17. Melhorias no posicionamento dos atacantes e defensores foram a chave para evitar posições ilegais e melhorar a famosa linha de impedimento.

Novo motor gráfico

Já utilizado em outros títulos da Eletronic Arts, como Battlefield 1 e Star Wars: Battlefront, FIFA agora trás o novo motor gráfico, o Frosbite. Trazendo mais realisto as partidas, mais animações e deixando o game com mais detalhes e variedade de cenas.

Os estádios também receberam uma atenção especial e foram cuidadosamente remodelados, mesmo com um número generoso de estádios, é nítida a particularidade de cada um deles, seja nos elementos ao redor do campo, nas arquibancadas ou na própria torcida. Embora FIFA ainda peque no realismo dos estádios lotados, a torcida ajuda no show, tento maior interação com o jogo. Basta fazer um gol no finzinho da partida para que estádio venha “abaixo” e a galera vá ao delírio.

fifa17_estadioEfeitos de luz e sombra também foram melhorados tanto em partidas durante o dia quanto a noite, o que fica a desejar é o visual durante as chuvas.

Agora falando nas faces dos atletas, FIFA continua com um velho problema. Os principais jogadores do planeta bola tem traços muito fieis aos atletas de verdade, porém aqueles menos famosos não recebem o mesmo tratamento. O que eu como fã de futebol considero um pecado e que precisa ser melhor trabalhados nas próximas versões.

A Jornada: Futebol e RPG

Uma das grandes novidades de FIFA 17 ficou por conta do novo modo de jogo chamado de “The Journey”, traduzindo em bom e velho português, “A Jornada”, modo que mistura elementos de RPG ao jogo, trazendo uma experiencia inédita aos jogos esportivos. E para isso, a EA não poupou esforços. Trouxe atletas e personalidades para compor a história do game, além de contar com a ajuda da BioWare, empresa responsável por jogos como Mass Effect, onde as suas decisões ditam o rumo da história.

fifa_17_thejourney

Tudo gira em torno de Alex Hunter, um jovem talento que busca seu espaço em meio ao disputado mercado do futebol. Para isso, Alex precisa enfrentar todo tipo de desafio, desde os problemas com a sua família, até rivalidades e desconfianças dentro de campo.

fifa-17-the-journeyPensando nisso, a própria EA Sports fez com que esse modo também seja uma forma de preparar os novatos para o seu game. A ideia é que o jogador evolua com Alex, e para isso são apresentados elementos de uma maneira homeopática, com a atuação limitada a um tempo de jogo, além de treinos de habilidade que crescem gradativamente junto com a carreira do atleta.

Em relação aos elementos de RPG, vale lembrar que durante toda essa jornada você também escolhe quais as habilidade de Alex que deseja evoluir. Sendo assim, é possível escolher o seu estilo de jogo e criar um maestro da bola com passes precisos, um artilheiro com uma finalização impecável, ou até mesmo um paredão humano.

O desfecho depende realmente das suas escolhas da pele de Alex.

Faltas, escanteios e pênaltis nunca mais serão os mesmos

Uma das maiores mudanças de FIFA 17 ficaram por conta das bolas paradas. Nos escanteios, agora há a possibilidade de direcionar o local onde a bola será lançada, basta mover um cursor na direção desejada e executar o cruzamento, o que também ocorre em faltas pelas laterais. Entretanto, se você não gostou da novidade, ainda pode optar pelo método tradicional.

Ainda tivemos mudanças na forma em como as faltas são projetadas. Antigamente observávamos o lance por trás do cobrador até a sua execução, passando posteriormente a câmera normal de jogo, porém agora, a mesma visão permanece até que o lance seja concluído. O que, pode gerar estranheza inicialmente por parte dos jogadores mais antigos.

fifa-17-falta

Já as cobranças de pênaltis foram totalmente modificadas. Ao invés de posicionar um círculo na direção de onde você quer que a bola vá, agora é preciso mover a direção do cursor para um dos lados, e a força com que o chute é executado é que vai determinar a altura e potência da finalização. É tudo novo, mas com um pouco de prática a adaptação é rápida.

Ultimate Team repleto de novidades

O famoso modo de cartas de Fifa Soccer foi um dos que mais receberam novidades. A principal, delas é o modo Desafio de Montagem de Elenco. Nele, você precisa juntar suas cartas para reunir uma determinada formação, como por exemplo, todos os jogadores de um determinado time e com um certo grau de entrosamento. Isso faz com que você pense duas vezes antes de sair descartando as cartas que não compõem o elenco principal.

fifa-17-web-app-bpl-squad-builder-for-futO FUT também ganhou uma série de novas competições online, entre elas um grande mundial com premiação em dinheiro. Isso mesmo, agora haverá a oportunidade de se classificar para o Ultimate Team Championship Series, que ocorrerá junto com o famoso mundial Fifa Interactive Cup. Para isso, é preciso ter uma boa posição no ranking semanal. Outro grande benefício é que será possível conquistar prêmios únicos de acordo com a sua colocação.

Já as outras opções permanecem intactas. Tanto o Modo Draft quanto as competições Single Player são as mesmas da versão anterior. Assim como os menus de navegação, organização do seu time, compra de jogadores, e etc.

Modo Carreira investe no ditado: “Time que está ganhando não se mexe.”

Um dos modos mais famosos da franquia, o Modo Carreira, não trouxe grandes novidades. Podemos ver poucas mudanças, como mudanças na interface do atleta, mais informações sobre o mundo ao seu redor, como contratações de companheiros e resultados de partidas do campeonato disputado. Com a bola rolando, tudo continua como antes.

fifa_17_ultimate_team

Como técnico, há algumas novidades agregadas, entre elas a customização do seu personagem. Embora seja limitada a algumas faces e três tipos de roupa, a caracterização e a presença do mesmo na lateral do campo, tornam o ambiente mais real e criam uma aproximação com seu time.

Já a atuações dos olheiros e a contratação dos jogadores continuam bem parecidas com Fifa 16. Mas a maneira com que tudo ocorre ainda é lenta, até mesmo quando seu time figura no topo do campeonato e coleciona bons resultados.

Clubes brasileiros marcando presença

Quem ai num gosta de jogar com o time do coração numa partida de futebol virtual? Acho que todo brasileiro gosta. E FIFA 17 não podia ficar pra trás nisso, pois conta com a presença de 25 clubes nacionais, contando com todos os time da série A do Brasileirão, com exceções de Flamengo e Corinthians, que fecharam exclusividade com a franquia PES, além de alguns time da série B, como Vasco, Goiás, Criciúma, entre outros.

Único problema é que os elencos de todos eles aparecem de forma genérica, ou seja, jogadores que não existem e estão longe de serem parecidos com os atletas de verdade.

fifa_17_times_brasileirosMas não se desespere, pois a EA já prometeu uma atualização que colocará os atletas atuais em seus respectivos clubes, assim como aconteceu no lançamento de FIFA 16 semanas depois de seu lançamento.

 

 

Deixe uma resposta