Review: Awesomenauts

0
465
  • Conhecendo o jogo:

Que tal um MOBA bem humorado e descompromissado da vitória? Onde você controla personagens com um visual colorido e divertido.

À primeira vista o game não parece chamativo, porém basta alguns minutos para ficarmos completamente envolvidos com os personagens e com o seu gameplay diferente.

O jogo não conta com um modo ‘Campanha’ é puro e simples PVP. Mas não pense que isso é um ponto negativo, afinal, um bom MOBA se faz nas batalhas contra outros jogadores. Aliás aqui você irá brigar em 3 vs. 3. Com os amigos a jogatina fica mais divertida.

Estamos habituados aos MOBAs com visões mais “comuns”, se assim podemos dizer, em League of Legends e DOTA como por exemplo, temos a visão ‘Isométrica’, já no Smite, temos a visão em ‘Third Person’.

Porém em Awesomenauts você terá uma visão em 2D de seu personagem similar os jogos de plataformas que já estamos acostumados. Lembra dos jogos Mega-men? Será essa visão que você terá.

O game foi lançado em 2012 pela Ronimo Games, na época disponível para PC, Xbox 360 e Playstation 3. Sua versão para PS4 e Xbox One chegou tempos mais tarde, em março de 2014.

O jogo conta com atualizações até hoje e seu último Patch de atualização 2.9 foi lançado em 04 de março de 2015 pela Romino Games.

 

  • Personagens:

Awesomenauts conta com 12 personagens que podem ser liberados apenas passando de level, e conta com mais 5 personagens que podem ser adquiridos por meio de DLC’s.

Para passar de level é simples, basta jogar.

Cada level libera algo dentro do jogo, seja personagens ou desbloqueio de habilidades para eles.

Dentro do jogo encontramos basicamente três tipos de classes: Tank, Support e Damage.

Como o nome mesmo diz os ‘Tanks’ são os personagens que possuem mais pontos de vida, sua função assim como em qualquer outro jogo do gênero é aguentar a maior quantidade de dano possível para que o time consiga eliminar os inimigos e cumprir os objetivos.

Os suportes são peças fundamentais em Awesomenauts, com um kit de habilidades que lhes permitem tanto curar os aliados como prender os inimigos com alguma habilidade para que seus aliados consigam o abate. Mas cuidado com sua vida, geralmente suportes têm uma vida curta dentro do game.

Mas do que adianta aguentar todo o dano e prender os inimigos se não há alguém que dê o dano necessário, não é mesmo ? Bom essa função fundamental precisa ser feita com muita cautela, pois os Nauts têm uma vida muito curta e uma defesa fraca, então tenha cuidado ao andar sozinho pelas rotas do mapa.

 

  • Os Mapas:

Nesse ponto que o jogo comete alguns deslizes, não pela qualidade dos mapas e sim pela quantidade de mapas disponíveis no game.
São apenas quatro mapas onde não há grandes variações entre eles, o que pode tornar um jogo um pouco repetitivo e cansar fácil o jogador.
Todos os mapas contam com praticamente três rotas, a rota Superior (Top), a Área Neutra (Jungle) e a rota Inferior (Bot).
Há também alguns lugares que ao entrar você fica escondido, podendo assim armar emboscadas fatais para os inimigos.
Nas rotas Top e Bot iremos encontrar quatro torres duas aliadas na qual você terá que defender com unhas e dentes e as duas torres inimigas, as quais você deverá sentar o sarrafo para destruí-las.
Nas áreas neutras você irá encontrar monstros que você poderá abate-los para recuperar vida, um dos mapas em particular você contará com um ‘boss’ que dará solares (gold) global para os aliados.

Abaixo você verá os mapas disponíveis:

Ribbit IV:

Como peculiar, o mapa conta com o Solar Boss que é uma espécie de “chefão” do mapa, ao abate-lo você dará +20 solares para os aliados. Neste mapa os neutros se encontram na rota do meio.

 

AI Station 404:

Neste mapa temos um campo gravitacional ao centro e próximo da rota Superior temos um lugar onde de tempos em tempos dão respawn Creeps mais fortes, você deverá pular em cima do botão para libera-los.

Neste mapa a área neutra fica na parte acima da rota superior.

 

Sorona:

Já em Sorona os neutros também ficam na parte acima da rota superior. Já no Bot é onde se encontra a melhor parte do mapa, há um Verme que engole pessoas! Mas calma, ele só aparece quando algum Naut pisa no botão e aciona a fenda que o libera. Não podemos negar que é extremamente divertido fazer o inimigo desaparecer com um “toque de botão”.

 

Aiguillon:

Finalmente chegamos ao último mapa do game.
Este não há nada de muito inovador, apenas um “buff” que fica posicionado ao centro do mapa onde quem o pega, fica invisível. Mas tome cuidado, ao lançar o primeiro ataque ou habilidade você se tornará visível novamente, e dependendo de onde você esteja quando isso acontecer, estará em sérios apuros.

 

  • Itens / Habilidades:

No decorrer do jogo, você irá por cima de cubinhos branco, eles são o “Ouro” da partida, se chamam Solares. Há muitos meios de ganhar solares, abatendo os Creeps, abatendo Nauts inimigos, matando os Neutros esses dão +3 Solares ao serem abatidos.
Com seus solares você poderá comprar Itens ou melhorar suas habilidades dentro da ‘Loja’ do jogo.
Cada personagem possui um kit de habilidades únicas que podem ser melhoradas durante a partida, para isso basta pagar alguns Solares nelas.
Porém na loja há uma fileira que é comum em todos os Nauts, nela você poderá: aumentar sua vida máxima em 12%, aumentar a sua velocidade de movimento, etc, mas escolha com sabedoria, pois você pode apenas evoluir três habilidades / itens por fileira.

 

  • Objetivo:

Como em todo jogo do gênero você deve destruir as torres inimigas, proteger as suas e destruir a base adversária. Fórmula simples porém funcional.
Cada partida leva em média 20 minutos para terminar.

 

  • Conclusão:

Awesomenauts é um ótimo passatempo que peca na quantidade de mapas e por não ter servidores no Brasil, mas o lag aqui não atrapalha tanto quanto em outros jogos do mesmo estilo que citamos no inicio desta matéria.

Com gráficos e jogabilidade despretensiosos, o jogo garante diversão certa para aqueles que querem apenas passar um bom tempo rindo com os amigos.

Os efeitos sonoros são simples, porém bem trabalhados, a jogabilidade é fluida e os controles respondem bem aos comandos.
Mesmo que o seu time esteja levando uma surra do inimigo, é possível reverter a partida.
Alguns Nauts ainda precisam ser balanceados mas nada que tire o brilho do jogo.
Se você procura diversão sem estresse, esse é o jogo.
Junte dois amigos e divirtam-se.

[review]

Deixe uma resposta