Review: EA Sports UFC

0
638

EA Sports UFC é o esperado game baseado no maior evento de MMA do planeta. Com gráficos de ponta e exclusivo da nova geração de consoles – Xbox One e PlayStation 4 – o jogo da Eletronic Arts se destaca como um dos mais belos já desenvolvidos para ambos os consoles, porém, carrega uma complexidade em sua jogabilidade que pode afastar os novatos.

easportsufc

Um novo game

Por muito tempo, os fãs de UFC aclamavam por um jogo a altura do evento. Essa responsabilidade ficou durante muitos anos a cargo da extinta THQ. Entretanto, na E3 2012, Dana White, presidente do UFC, surpreendeu o mundo com o anúncio de um novo jogo agora desenvolvido em parceria com a poderosa Eletronic Arts, produtora de games como FIFA e Madden NFL.

Sendo assim, o game foi feito misturando elementos da consagrada franquia de boxe Fight Night, com uma mecânica bem similar a UFC Undisputed 3. Aliados a EA Engine, que traz ainda mais realismo aos consoles da nov geração, EA Sports UFC foge da limitação de ser um simples game de esporte/luta, para ser um dos grandes atrativos do Xbox One e do PlayStation 4.

Mas, mesmo sim, EA Sports UFC é um título voltado para quem é admirador de artes marciais. Seja na jogabilidade, que requer muito treino com o joystick, ou na ambientação do jogo, que em momento algum foge da sua principal intenção: reproduzir as emoções de um evento do UFC no seu console.

EA-Sports-UFC

Modo Carreira é o grande atrativo

EA Sports UFC deixa a desejar em relação aos seus modos de jogo. Para aqueles que preferem jogar sozinhos e desconectados, há apenas o modo de luta simples e o Modo Carreira. Enquanto o primeiro traz apenas um combate despretensioso, o outro coloca o jogador dentro do popular reality show The Ultimate Fighter.

Para os fãs de MMA, o modo cai como uma luva. Além da possibilidade de personalizar o seu personagem, seja na aparência, porte físico ou até nas suas vestimentas, ele permite que você dispute a competição em busca de um contrato com o UFC. Em seguida, é possível traças a sua carreira de sucesso, em busca do cobiçado cinturão da categoria de seu lutador.

A forma com que isto tudo se desenvolve, com uma rotina de treinos, evolução de seus atributos e aprendizados de golpes, faz com que esse seja o grande carro-chefe do jogo. Não é difícil perder horas e horas lutando, treinando, ou até mesmo escolhendo os seus patrocinadores.

Já o Modo de Desafios, serve apenas para que o jogador se acostume com os comandos e movimentos do jogo. Diante da complexidade imposta na jogabilidade de EA Sports UFC, é altamente recomendável que você passe por todas essas tarefas antes de se arriscar no jogo. Principalmente se a sua intenção é jogar online.

EA_Sports_UFC_ground_submission

Em busca do cinturão online

Assim como na grande maioria dos jogos da Eletronic Arts, o modo online é um dos principais atrativos. Nele, é possível iniciar uma carreira em busca de recordes, seja na quantidade de vitórias ou posicionamento no ranking perante seus amigos.

Há três opções de jogo no modo online. Em Campeonatos, os jogadores precisam realizar uma determinada quantidade de lutas para adquirirem faixas e, posteriormente, o cinturão de sua categoria. Esses confrontos são contra adversários aleatórios, porém do mesmo nível do jogador. Também Há a possibilidade de disputar torneios que são abertos em um determinado período de tempo.

Você também pode desafiar amigos da sua lista em combates diretos no modo Disputas. O game apresenta uma série de estatísticas com um ranking que mostra a quantidade de vitórias de cada um. Ou, se preferir, também é possível jogar o modo Partida Rápida, que também criar um combate aleatório com oponentes ao redor do mundo.

gaming-ea-sports-ufc-screenshot-1

Jogabilidade complexa

A jogabilidade de EA Sports UFC causa controvérsias. É nítido o esforço da empresa em busca do realismo, seja nos movimentos dos lutadores em caracterizá-los diante seus golpes e expressões durante a luta, ou no leque de combinações à disposição dos jogadores. Entretanto, isso acabou gerando uma complexidade muito grande durante os combates, o que para jogadores menos acostumados pode causar uma certa insatisfação.

Em outras palavras, jogadores que buscam no game uma trocação franca e uma sequencia de movimentos até certo ponto simples comparada a jogos de luta, podem se decepcionar com a complexidade que é realizar uma combinação jab, direto e gancho. Assim como no MMA de verdade, é preciso muita prática e treino para então dominar os comandos e se arriscar em combates online contra oponentes do mundo inteiro.

Ao mesmo tempo, para aqueles que acompanham a franquia desde UFC Undisputed, ainda produzido pela THQ, a vantagem é que boa parte dos comandos são similares a outras versões do jogo. Principalmente a parte de queda, onde é preciso utilizar as duas alavancas direcionais para realizar a troca de posição/guarda, tentar uma raspada, etc.

Convivendo com bugs e movimentos errôneos

Além de toda complexidade citada acima, EA Sports UFC ainda faz com que seus jogadores convivam com bugs e problemas frequentes. O que mais incomoda é a forma com que muitos lutadores vão ao chão em um nocaute. Dificilmente o movimento consegue ser sincronizado o suficiente para mostrar o realismo de um golpe fulminante. Ou seja, prepare-se para cenas em que o seu adversário é golpeado e apenas instantes depois ele sente o golpe e cai. Nesse período outro golpes são desferidos ao léu e sem sentido algum.

Outro grande problema é em relação a troca de posição no chão. Com muita facilidade o jogador que está com as costas no chão, consegue realizar o movimento e inverter a posição com seu adversário, ficando em cima do mesmo. Isso no MMA de verdade é algo raríssimo de acontecer, o que não se pode dizer o mesmo em EA Sports UFC.

Para completar, há também pequenos bugs no modo online. Além dos inconvenientes lags, que travam o combate gravando ou não os movimentos realizados pelo jogador, durante os testes foi possível notar uma demora anda maior de alguns movimentos mais complexos, como tentativa de derrubar o oponente, ou o clinch.  A boa notícias é que essas pequenas falhas são comuns em games recentemente lançados, e provavelmente a empresa já trabalha em soluções.

Gráficos de ponta

EA Sports UFC pode não ser o game mais perfeito em relação a sua jogabilidade, mas é um dos mais belos jogos da história. Independente de ser fã ou não do gênero, é impossível não se impressionar com tamanho realismo implementado nos gráficos do game. Tudo resultado do impressionante motor gráfico para a nova geração: EA Engine.

Os lutadores foram cuidadosamente caprichados. Dificilmente é possível notar algo que seja bem diferente do atleta real. E esse cuidado não foi apenas com o desenho dos atletas, mas também em características mais profundas, como cicatrizes, tatuagens e até mesmo expressões faciais de cada um deles. Por exemplo, José Aldo aparece no game com sua cicatriz no rosco, enquanto Vitor Belfort aparece com seu cabelo e cortes inusitados, e Anderson Silva com seu sorriso debochado. E se não bastasse, até mesmo as canções de entrada dos lutadores foram mantidas no game.

A ambientação do jogo também é ideal para os fãs de MMA que querem se sentir dentro do octógono. A começar pela presença de figuras ilustres, como o locutor oficial Bruce Buffer, árbitros conhecidos do evento, e até mesmo as populares Ring Girls. Todos muito bem trabalhados e similares aos personagens reais.

Ainda sobre a ambientação, EA Sport UFC conta com as principais arenas onde o evento é realizado, entre elas, a HSBC Arena, palco onde foram realizadas as três edições do evento no Rio de Janeiro. O reality show The Ultimate Fighter, que representa o modo carreira do game, também conta com uma representação fiel as estruturas, tanto da casa onde os atletas ficam confinados, como da academia onde são realizados os treinamentos e as lutas.

rondarousey

 

Comentários estão fechados.