Review: Heavy Rain

0
554

Para aqueles que possuem um PlayStation 3, e não conhecem ou não jogaram o Heavy Rain, não deixem de ler esse review e mais ainda não deixem de jogar esse grande jogo.

Trailler –  Heavy Rain

 

Gênero: Ação
Distribuidora: Sony
Plataformas: PS3

 

Enredo do Jogo

Heavy Rain não é um game comum, é muito mais do que isso, o enredo do jogo faz com que você se envolva de mais com a história, o fato de você dar o rumo para os protagonistas é algo incrível e foi uma jogada de mestre por que, você controlando seus personagens com rumos diferentes faz com que você não jogue o jogo apenas uma vez.

A história gira em torno de quatro personagens que tem suas histórias interligadas no decorrer da trama, todas relacionadas aos crimes cometidos pelo Assassino do Origami. Cada personagem possui determinadas características e funções ao longo do enredo, são eles: Ethan Mars – arquiteto que vive um inferno astral com seu filho Shaun; Madison Page – Fotógrafa que precisa conviver com sua insônia; Scott Shelby – Detetive particular das vitimas do assassino e que sofre com sua asma crônica; Norman Jayden – Agente do FBI que conta com a ajuda de seu moderno e sofisticado óculos de investigação que lembra muito o do filme A Nova Lei com Tom Cruise.

feature-Heavy-Rain

 

Interação com os personagens

A principal aposta de Heavy Rain é relacionada à interação com os personagens e seus afazeres. Em boa parte do tempo, você precisará executar movimentos para funções simples como fazer a barba, tomar banho, servir a janta, ou movimentos mais complexos como fugir da polícia e encarar uma briga. Para isso, é necessário realizar a sequência exata de comandos, apresentados na tela, que variam de movimentos com o analógico, sincronia de botões e até mesmo sacudir o seu Dual Shock (controle).

Essa fórmula faz com que você assista a todas as animações sem deixar a concentração de lado. Pode parecer que não, mas funciona perfeitamente.

heavy-rain-screenshot

 

Hora de se movimentar

Na hora em que é necessário controlar os personagens pelos cenários, é necessário ficar atento a enorme integração com os elementos. Por exemplo, logo no inicio do jogo é necessário se orientar as tarefas com Ethan e os horários de cada uma delas. Então é fundamental se organizar para fazer o personagem a tomar banho, fazer a barba, ajudar a esposa nos preparos para a festa de Jason e brincar com as crianças. Se elas não forem cumpridas, você não terá pela frente um ‘Game Over”, mas em certas ocasiões, deixar algumas tarefas de lado, pode influenciar o rumo da história.

Porém, é bom frisar que a movimentação dos personagens não é lá essas coisas. Devido às câmeras serem em grande parte fixas, por diversos momentos, você vai se sentir totalmente perdido na hora de se locomover em alguns cenários.

 

Pequenos bugs

Chama a atenção os pequenos bugs de Heavy Rain. São personagens atravessando outros, óculos que surgem “do nada” no rosto de Norman e alguns estouros de polígonos (expressão para quando pequenos pedaços do cenário começam a piscar sem função nenhuma).

Embora os gráficos sejam muito bem desenhados e feitos em cima de atores de verdade, algumas expressões faciais não obtém o tempo de resposta exato de uma fala (na versão original em inglês, é claro). Isso fica muito evidente em sequências de discussões entre os personagens da trama.

heavyrain

 

 

[review]

 

 

 

Deixe uma resposta