Review: PES 2014

0
492

Vem chegando o fim de 2013, com ele as festas de fim de ano e consequentemente começam a pipocar os lançamentos de games da atual geração e como não poderia deixar de ser temos mais um capítulo da briga entre PES e FIFA.

Então vamos ao review de PES 2014.

 

 

Pro Evolution Soccer 2014

 

Sucesso absoluto na era PS2 e XBox o PES 2014 acaba de chegar as prateleiras das lojas, o game que foi lançado hoje (24), chega com algumas novidades pra tentar recuperar o tempo e público perdido, pois atualmente FIFA é o jogo de futebol mais comprado e jogado no mundo.

Defendido por inúmeros fãs, que não abrem mão do PES e criticado por outros, esta sem dúvida é a versão do game que mais sofreu mudanças, a começar pela movimentação com a bola, antigamente todos os jogadores pareciam o Messi, pois a bola sempre parecia grudada nos pés dos atletas, hoje esse controle ficou mais real, a bola pode escapulir dos pés do jogador ao menor descuido.

Outra mudança do game é a física. Isso mesmo, FÍSICA! Lembra das aulas que a tia do ensino médio dizia em que dois corpos não podem ocupar o mesmo lugar no espaç? Então, o PES 2014 apresentou melhorias nesse quesito, mostrando um contato físico mais real, onde os encontrões, ou esbarrões surtem mais efeito durante a partida, fazendo com que jogadores percam velocidade ao dividirem uma bola no corpo a corpo com um jogador adversário, etc.

O desarme é outro ponto a ser destacado, pela forma com que ele evoluiu desde a última versão. É necessário apertar duas vezes o botão para que seja feito um “bote” no adversário na tentativa de tirar a bola do seu pé. Ao mesmo tempo em que pode ser eficiente para o defensor, ele também pode favorecer o atacante adversário que, com um drible para o lado, deixa seu marcador a ver navios.

Algumas mudanças, como mais naturalidade na hora de efetuar uma finalização ou driblar um adversário também foram alteradas, seguindo os modelos do concorrente, mas nada que impressione.

Outro ponto que merece destaque é a qualidade gráfica do jogo, um dos quesitos que eu vivo me queixando sobre o jogo da EA Sports é sobre a qualidade dos rostos dos jogadores, nesse aspecto a galera da Konami é muito, mas muito mais caprichosa, além de contar com os principais torneios do planeta, a Copa Libertadores e a UEFA Champions League.

No novo game da Konami teve espaço pra inovação que vem da arquibancada, com um visual que impressiona, o game retrata muito bem o clima de uma partida de futebol, com torcedores munidos de bandeiras e flamulas, que vibram a cada lance de perigo e que afetam diretamente o desempenho de cada atleta em campo. Por exemplo, há jogadores que atuam melhor perante seu torcedor, assim como tem jogadores que sentem a pressão da torcida adversária, ou um jogador que ganha uma bola dividida e ao ouvir o grito da torcida começa a jogar melhor, ou jogadores que são vaiados e tem seu desempenho afetado.

 

Mosaico da torcida do Bayern presente no PES 2014.

 

Mas nem tudo são flores em PES 2014, devido as inovações gráficas, houve queda de frames além de loadings mais demorados. Bugs das antigas versões permanecem e os goleiros são os mais afetados, como nas saídas de gol e demora para saltar em chutes fracos, mas vale salientar que isso não são pontos que comprometam o jogo a ponto de desistir de compra-lo.

Algo que não posso deixar de mencionar é que apesar de contar com todos os clubes licenciados do Campeonato Brasileiro de 2013, os atletas dos clubes brasucas não parecem nem um pouco com os atletas reais.

Concluindo, PES 2014 traz grandes mudanças nos seus principais quesitos e mostra que a Konami começa uma corrida afim de voltar a hegemonia dos jogos de futebol virtual. O jogo apresenta uma física melhorada, movimentação menos artificial e sistemas de passes mais aprimorados. A interação entre time e torcida também é um ponto que atrai, porém devido as limitações dos consoles e o alto número de detalhes do jogo, quedas de frames acontecem em muitos momentos, sem falar nos bugs que ainda persistem.

Os fãs com toda certeza vão gostar, resta saber se a Konami vai conseguir reverter o placar contra a EA Sports e detonar com o FIFA.

 

Deixe uma resposta